top of page

Como Fazer Uma Migração De Um Site, Passo A Passo, Na Prática [2023]

A migração é uma das tarefas mais desafiadores de qualquer SEO e pode ser feita de diversas maneiras, dependendo da situação momentânea ou da capacidade de desenvoltura de cada SEO. É um processo que requer muito planeamento, conhecimento das técnicas e análises minuciosas, para reduzir ao máximo possíveis perdas nos resultados de busca orgânica, visitas e receitas advindas do site anterior.


Migração

Para realizar uma migração, precisamos de ter alguns acessos, tais como ao PHPMyAdmin, que é onde se vai realizar a exportação e importação do banco de dados, acesso ao painel administrativo do WordPress e ao FTP para envio e organização dos arquivos. Posto isto, quando se trata de mudar um site de sítio, não devemos fazê-lo apressadamente, então devemos seguir as seguintes etapas:

  • Fazer o Backup do site que se quer transferir;

  • Fazer um arquivo .zip do seu WordPress completo: pastas plugins, temas e uploads de imagens;

  • Exporte o banco de dados do seu WordPress pelo PHPMyAdmin do seu servidor local: clique “Exportar” sobre o banco de dados do WordPress e em seguida clique em “Executar” com o modo padrão;

  • Fazer o reconhecimento de quais páginas serão mesmo migradas, isto porque, numa mudança de site, aproveita-se e deixa-se para trás as páginas de baixa qualidade ou com erros: criar uma lista de todas as URL antigas mas pretendidas;

  • Criar relatórios com o tráfego, orgânico, de referência, páginas com erro 404, palavras-chave, páginas indexadas, Google Analytics;

  • Muitos sites trabalham com subdomínios atualmente. Caso seja esse o caso, não se esqueça de fazer uma migração completa desse banco de dados também. No novo servidor, será necessário recriar os subdomínios;

  • Exportar o Sitemap das URL’s antigas;

  • Com os arquivos todos exportados e verificados, faça o upload dos mesmos para a pasta desejada, neste caso, para a raiz do FTP do novo site;

  • Criar um banco de dados para o site online desejado no PHPMyAdmin: não se esqueça de anotar o nome do banco, utilizador e senha, além do endereço (host) do mesmo;

  • Editar o arquivo wp-config.php da raiz do seu WordPress desejado com as informações anteriores recolhidas (nome do banco de dados, utilizador, senha e endereço);

  • Importar todos os ficheiros do banco de dados local para o PHPMyAdmin online criado; 

  • Criar novas entradas DNS no seu site novo (o DNS é o um sistema responsável por fazer um mapeamento de um domínio ou mais números de IP);

  • Criar o Sitemap das URL’s novas;

  • Preparar o Robots.TXT;

  • Verificar se todas as páginas estão disponíveis para serem rastreadas;

  • Lançar o novo arquivo Robots.TXT: aqui terá de verificar se não existe nenhuma diretiva impedidativa de rastreamento no novo site;

  • Verificar todos os redirecionamentos;

  • Verificar as tags canónicas;

  • Fazer o redirecionamento 301 dos URL’s antigas para as novas URL’s, verificar também o erro 404 ou outros problemas relacionados aos URL’s;

  • Adicionar o Sitemap novo: aqui terá de transferir ambos os Sitemaps (antigo e novo) para o site alvo da migração;

  • Desligar o Sitemap antigo;

  • Comunicar ao Google Search Console acerca do novo Sitemap;

  • Abrir novamente o site para indexação do Google;

  • Monitorizar se os relatórios de páginas, indexação e Google Analytics estão sem falhas;

  • Verificar, antes de eliminar por completo a conta antiga onde estava hospedado o site, se têm a certeza de que tudo corre bem com o novo servidor e a sua hospedagem.


Migrar Sites WordPress Com Um Plugin

Outra forma de migrar um site WordPress é por meio de um plugin, temos várias escolhas na internet e vamos falar sobre algumas delas. Podemos utilizar o All-in-One WP Migration”, com este plugin, o tamanho máximo padrão do arquivo de upload é de 512 MB.  Poderá escolher quais sãos os dados que “ficam para trás” quando estiver a emigrar o site: outros plugins, temas, comentários ou imagens. Este plugin é gratuito mas também tem uma versão paga desde US$ 59 até US$ 179. O pacote premium vai-lhe dar uma variedade de recursos adicionais, como o suporte a armazenamento na cloud através de Dropbox, OneDrive e Google Cloud Storage.


O “Duplicator” é outro dos plugins mais populares, ele proporciona uma solução tudo-em-um para backups e migrações no WordPress. Este plugin garante que a migração entre domínios ou hospedagens seja suave, sem que o site saia fora do ar, mesmo com a versão gratuita. A versão premium do plugin custa US$ 49 por ano. O plano pago permite que consiga aceder ao CPanel diretamente do instalador, fazer backups regulares e providência acesso a um número de armazenamentos em cloud, como Dropbox, Amazon S3, Google Drive e muito mais.


Outro plugin é o BackupBuddy, que permite que faça backups automáticos programados: diários, semanais ou mensais, conforme as suas necessidades. O plugin também oferece excelentes locais de armazenamento de dados na nuvem para guardar backups, incluindo FTP, Dropbox, Rackspace Cloud e ainda poderá enviar estes dados de backup para o seu email. Este plugin só está disponível de forma premium, paga de uma única só vez, entre US$ 80 e US$ 199.


 

Conclusão

Antes de se fazer uma migração é necessário tomar alguns cuidados. Leve em consideração que o site deve funcionar no novo servidor da mesma forma que funcionava no antigo. Qualquer erro pode prejudicar a qualidade do site. É necessário que todos os dados estejam protegidos e sem risco de se perderem. Como o site estará a passar por mudanças, é melhor que este não tenha tráfego no momento da migração, portanto desative a visibilidade deste nos motores de pesquisa. Caso migre o site com a utilização de um plugin, verifique se o seu domínio está a apontar para o host correto.


Atualmente, muitas empresas precisam de resultados imediatos, mas a verdade é que não podem dar-se ao luxo de implementar SEO internamente enquanto alavancam com a prioridade do foco do seu negócio.  Se ainda não consegue dar conta destas etapas ou não tiver tempo para as colocar em prática, a Bringlink SEO garante que tenha a visibilidade e o crescimento da marca que merece.


Fale connosco, envie email para a bringlinkseo@gmail.com.


 

Referências





bottom of page